Matérias sobre Destaque


ArteConceitualDestaqueExposiçõesPublicidade

Acho que a indignação é geral quando, em época de eleição, os políticos começam a poluir indiscriminadamente as nossas cidades em busca de mais votos. Contraditório, né?! Mas sabemos que acontece, e muito. Os cartazes, santinhos, cavaletes e placas inundam nossas ruas mesmo que ilegalmente. E nós, cidadãos, somos obrigados a nos deparar com isso diariamente, e o pior, ainda votamos nesses candidatos para administrar as cidades que eles impunemente poluíram e desrespeitaram. Então pensem nisso no dia 03/10.

Mas é claro que eu não vim aqui falar de política, até porque esse é mais um ponto que, na minha opinião, não se discute. Vim mesmo é falar de arte. Posso imaginar que vocês estão se perguntando: mas qual a relação? Pois é, Victor Britto e Marco Furtado criaram essa relação enquanto imaginávamos que era impossível. Eles se dispuseram a tornar todo esse desrespeito em arte, transformando a poluição em exposição, como uma forma de protesto.

O movimento Cavalete Parade consiste em reaproveitar esse material exposto indevidamente e transformar em obras de arte. É uma iniciativa colaborativa, por isso, conta com o seu apoio para retirar a propaganda eleitoral indevida e transformá-la em arte. Nas cidades em que a FanPage do projeto for curtida mais de 100 vezes, vai haver um evento oficial, para exposição de todas as obras.

ArteArtesanalDestaqueIlustração

Principalmente trabalhando com criação, a gente sabe a quantidade de papéis teste e rascunhos são descartados com belas cores e formas. O designer Peter Clark deu uma ótima finalidade para esse material.

Ele reúne pedaços de papel de diversas cores, formatos, texturas e tamanhos, que vão desde rascunhos até mapas e manuscritos antigos. Com eles, Peter cria colagens incríveis e cheias de humor, compostas por uma grande paleta de cores, formas e texturas.

Em uma dessas séries, o artista criou imagens de cachorros, de diferentes raças e tamanhos, com um interessante efeito criado pelas justaposição das camadas de papel. Cada recorte utilizado é rigorosamente selecionado para dar movimento e realidade às obras.

DesignDestaqueEventos

Aconteceu no fim de semana passado (8 e 9 de setembro) aqui no Rio de Janeiro, a primeira edição do Insert Brasil, evento de design que visa estabelecer sua relação com a arte, tecnologia, moda e cinema.

No Centro Cultural Ação da Cidadania, localizado na zona portuária da cidade, palestraram nomes como Thomas Manss, Eike König, Aaron Duffy, Joshua Davis, André Stolarski entre outros.

ArteDestaqueEsculturasModa

Junto com a moda, as tendências para as unhas se renovam a cada dia. Uma das últimas novidades foi o plush, que tem um tipo de “pelinhos” aplicados ao esmalte, dando à unha uma textura áspera, aveludada e felpuda. Quando usado com tons de verde, o visual lembra perfeitamente um gramado.

Percebendo isso, Alice Bartlett posicionou esculturas em miniatura interferindo com o esmalte e, dessa forma, criou paisagens transformando suas unhas em arte.

ArteDestaqueEsculturas

A arte de Andrew Myers consiste em enormes retratos inteiramente criados com parafusos.

A construção dos rostos é feita em grandes painéis, que são primeiro furados, para dar os contornos, e depois preenchidos com milhares de parafusos.

Para dar maior verossimilhança às obras, ele usa a profundidade de cada parafuso para criar um 3D nos rostos e pinta a superfície de cada um. Dessa forma, os retratos ganham perspectiva e só podem ser vistos perfeitamente de determinado ângulo, para não haver distorção.

Um trabalho que demanda talento, precisão e muita paciência.

ArteConceitualDestaqueEsculturasIlustraçãoIntervenções UrbanasPintura

Latinhas são embalagens muito comuns em todo o mundo. Mas o que fazer com todas elas quando o seu conteúdo acaba? O artista inglês conhecido como My Dog Sighs e criador do projeto Free Art Friday trouxe uma solução fora do convencional: ele transforma várias latinhas usadas em personagens simpáticos.

O artista conta que o aspecto de cada lata não é premeditado. Ele simplesmente surge durante o processo de criação: “Eu surpreendo-me com o resultado.”

Mas a todas, ele confere um ar melancólico com um toque de tristeza para despertar a compaixão dos transeuntes. Depois de prontas, ele as deixa a cada sexta-feira em um lugar estratégico na rua para serem adotadas por quem desejar.

ArteDestaqueFotografia

A fotografia de Alexey Bednij é baseada em um jogo de luz e sombra. O fotógrafo manipula fotos, pessoas e animais para criar uma interação entre a sombra e um objeto.

Em conjunto ou sozinhos, seus modelos ganham o contraste do claro e escuro, intensificado pelo preto e branco das fotos. Assim, as imagens produzem uma leve ilusão de ótica e as composições geram uma bela confusão entre o real e a projeção.

ArteDestaqueIntervenções UrbanasPintura

Ernest Zacharevic, artista lituano que geralmente cria sua arte em estúdio, resolveu levá-la às ruas da Malásia. Sua arte urbana interativa distribuiu diversão pelas paredes da cidade de Penang.

No limiar entre a escultura e a pintura, suas obras unem o 2D da pintura com o 3D de objetos. Assim, suas imagens interagem com a vida real e o público interage com a obra completa.


53 páginas«123»20...Última


recomendamos

Linha do Tempo do Design Gráfico no Brasil

744 páginas

Editora Cosac Naify, 2012
Português

sites recentes

Volta Ferrorama
Promocional
Paul Frank
Promocional
Pilot Handwriting
Tipografia
 
 
 

debate atual

Criação vs Produtividade

matérias randômicas

Pedras preciosas
Jelly & Light
Winter Jack
Luminária em duas dimensões
Feliz Natal e um criativo 2011!

flickr

www.flickr.com/de2ign

arquivo

creative license

Tirinhas exclusivas de N.C. Winters, traduzidas para o português.
Creative License #66 – Despedida Final

enquete

  • Desculpe, não há nenhuma enquete ativa neste momento.

feedback

Você tem alguma idéia ou sugestão
para melhorar nosso site? Nós queremos ouvi-lo! Queremos que a De2ign seja, cada vez mais, do seu jeito e com a sua cara!

newsletter

Assine a newsletter e receba nossas matérias por e-mail. É mole ou quer mais?

twitter

Ó nós aqui no Twitter...