DesignDestaqueEstratégiaMercado de trabalhoNegócios

Não jogue apenas, mude as regras

Revistade2ign_Artigo01_MudeRegras

O mercado de design brasileiro encontra-se saturado de empresas que oferecem os mesmos produtos da mesma maneira e com a mesma postura.

O designer brasileiro não é treinado para perceber design como investimento estratégico e nem para oferecer seus serviços baseados nesse argumento. Consequentemente, tem dificuldade de gerar e gerir o seu próprio negócio, tornando-se um eterno executor de demandas que são identificadas e solucionadas por terceiros.

Nos séculos XIX e XX, antes do surgimento das escolas de Desenho Industrial, já existia a percepção de quão valiosa é a utilização de uma visão projetual que perceba as necessidades das empresas e que desenvolva produtos e processos em apoio às suas estratégias. Dois casos bastante conhecidos são os de Michael Thonet para sua própria empresa, a Casa Thonet, e o de Peter Behrens para a AEG.

Com o passar do tempo, o que começou como uma disciplina estratégica e projetual, ramificou-se para outras funções, na maioria das vezes, de apoio a outras disciplinas ligadas a estratégia e promoção. O mercado em que este profissional está inserido atualmente é um reflexo desta evolução.

É por acreditar na força da visão estratégica e de que a partir desta percepção cada profissional tem poder para definir caminhos alternativos, desenvolvendo negócios e produtos relevantes e transformadores, que utilizarei este espaço como um meio para levantar questões sobre estes temas e incentivar reflexões positivas sobre a construção de um mercado profissional saudável.

Até a próxima…

Leitura recomendada:
De Masi, Domenico. A Emoção e a Regra, Os Grupos Criativos na Europa de 1850 à 1950.

matérias relacionadas

Posicionamento profissional
Inscrições abertas para o Oscar do Design Mundial
Gestão estratégica do Design, o livro

sobre o autor

guilherme howat
Desenhista Industrial experiente em planejamento, gerenciamento e desenvolvimento de projetos para os meios impresso e digital.

Foi professor na Faculdade CCAA, no SENAI-RJ e na Universidade Estácio de Sá.

É sócio no segmento de design gráfico da 288, uma empresa de design que atua a favor da integração da visão projetual alinhada a estratégias de negócios.



recomendamos

O Valor Do Design

224 páginas

Editora Senac, 2008
Português

sites recentes

Volta Ferrorama
Promocional
Paul Frank
Promocional
Pilot Handwriting
Tipografia
 
 
 

debate atual

Criação vs Produtividade

matérias randômicas

Jean-Michel Bertin no Brasil
iBamboo: simples e inteligente
Centro de Design Paraná comemora 10 anos de atuação
Caneta com clip
Creative License #60 – Revista de referências

flickr

www.flickr.com/de2ign

arquivo

creative license

Tirinhas exclusivas de N.C. Winters, traduzidas para o português.
Creative License #66 – Despedida Final

enquete

  • Desculpe, não há nenhuma enquete ativa neste momento.

feedback

Você tem alguma idéia ou sugestão
para melhorar nosso site? Nós queremos ouvi-lo! Queremos que a De2ign seja, cada vez mais, do seu jeito e com a sua cara!

newsletter

Assine a newsletter e receba nossas matérias por e-mail. É mole ou quer mais?

twitter

Ó nós aqui no Twitter...